Posterous has been acquired by Twitter

Sim, parece que é oficial. Posterous agora é Twitter…. Como isso muda os serviços por aqui?? -x-x-x-x-x-x- Posterous Spaces Hi osvaldo, I’m thrilled to announce that Posterous has been acquired by Twitter! The opportunities in front of Twitter a…

Sim, parece que é oficial. Posterous agora é Twitter….

Como isso muda os serviços por aqui??

-x-x-x-x-x-x-
Posterous Spaces

Hi osvaldo,

I’m thrilled to announce that Posterous has been acquired by Twitter!

The opportunities in front of Twitter are exciting, and we couldn’t be
happier to bring our technology and expertise to hundreds of millions of
users around the globe. Plus, the people at Twitter are genuinely nice
folks who share our vision for making sharing simpler.

Posterous Spaces will remain up and running without disruption. We’ll
give users ample notice if we make any changes to the service. For users
who would like to back up their content or move to another service,
we’ll share clear instructions for doing so in the coming weeks.

You can find more information answers to other questions you may have
here.

Finally, I’d like to offer thanks to everyone, especially those who have
been with Posterous since day one. The last four years have been an
amazing journey. Your encouragement, praise and criticism have made
Posterous better, and I really appreciate everything you’ve done.

Thanks again and I look forward to building great things for you at
Twitter.

– Sachin
-x-x-x-x-x-x-

Afeto

Afetoafeto1 (a.fe.to)sm.1. Sentimento de carinho, de ternura por algo ou alguém [+ a, para (com), por : afeto a/para (com)/por animais]2. O objeto desse sentimento: Não tinha filhos, o sobrinho era seu afeto3. Psi. Sentimento de caráter emotivo…

Afeto
afeto1 (a.fe.to)
sm.
1. Sentimento de carinho, de ternura por algo ou alguém [+ a, para (com), por : afeto a/para (com)/por animais]
2. O objeto desse sentimento: Não tinha filhos, o sobrinho era seu afeto
3. Psi. Sentimento de caráter emotivo, como o amor, o ódio, a raiva etc.
4. Psi. Um dos três tipos de função mental, junto com a cognição e a volição.
5. Psiq. Estado emocional relacionado à realização de uma pulsão
[F.: Do lat. affectus, us.]
afeto2 (a.fe.to)
a.
1. Que tem ou revela dedicação, apreço por; que é afeiçoado a; DEDICADO; DEVOTADO [+ a : empresário afeto a obras sociais]
2. Que é destinado a [+ a : verba afeta ao departamento de vendas]
3. Concernente a ou dependente de; da competência de [+ a : programas afetos à area da saúde]
[F.: Do lat. affectus, a, um.]

Senta que lá vem ….. estória! …. ou melhor…. História!

(es.tó.ri:a) sf. 1. Bras. Ver história (3) [A palavra foi proposta para designar narrativa de ficção, mas a forma preferencial é história.] [F.: Do ing. story.] Aulete

(es..ri:a)

sf.

1. Bras. Ver história (3) [A palavra foi proposta para designar narrativa de ficção, mas a forma preferencial é história.]

[F.: Do ing. story.]

Aulete

modelo…

Modelo é simplificação da Realidade. (mo. de. lo) [ê] sm. 1. Art.Pl. Qualquer pessoa ou objeto de atributos ger. especiais, que se reproduz por imitação ou que serve de referência para criação 2. Art.Pl. Pessoa que posa para artista em at…

Modelo é simplificação da Realidade.

(mo. de. lo) [ê]
sm.
1. Art.Pl. Qualquer pessoa ou objeto de atributos ger. especiais, que se
reproduz por imitação ou que serve de referência para criação
2. Art.Pl. Pessoa que posa para artista em ateliê de pintura e/ou
escultura; MODELO-VIVO
3. Art.Pl. Figura que, produzida em matéria pastosa ou macia (argila,
cera, gesso etc.), é reproduzida em material de grande solidez, como
mármore, ferro, bronze etc.
4. Arq. Representação em escala reduzida daquilo que se pretende criar
em tamanho maior; MAQUETE
5. P.ext. Qualquer reprodução física em três dimensões, us. como recurso
didático (como partes do corpo de um animal, cadeia montanhosa etc.)
6. Estrutura oca em que se derrama metal derretido para se formar um
objeto quando esse metal se solidificar
7. Pessoa ou coisa que se utiliza como referência: “Está na cara que
isso não leva a lugar nenhum, só perpetua um modelo de ganho que não é
baseado na produção.” (Ana Maria Machado, A audácia dessa mulher.))
8. Pessoa ou coisa que, por suas qualidades, é digna de servir de
exemplo: Seu pai era um modelo de bondade.
9. Tipo particular de um produto fabricado em série (automóvel,
eletrodoméstico etc.): Era um modelo de carro de 1940.
10. Desenho, esboço de peça de indumentária criada por costureiro ou
casa de modas: Apressou-se para levar o modelo do vestido à costureira.
11. Feitio de roupa, chapéu, sapato etc.: Ficou fascinada pelo modelo
daquela saia: Este modelo lhe cai bem.
12. Aquilo que serve de exemplo ou norma (modelo poético; modelo
literário)
13. Construção teórica, sistema (modelo econômico; modelo industrial;
modelo gravitacional)
14. Impresso para ser preenchido (com pedidos, declarações etc.),
encontrado em empresas, escritórios, repartições públicas, bancos etc.;
FORMULÁRIO
15. Fís. Conjunto de hipóteses, de ideias, sobre a estrutura de um
sistema físico, pelo qual podem ser explicadas as propriedades desse
sistema
16. Inf. Representação simplificada de um fenômeno, que serve de
referência para análise e estudo
s2g.
17. Pessoa que desfila peças de vestuário de coleção nas passarelas da
moda, ou que é fotografada para campanhas publicitárias: Trabalhava como
modelo de uma famosa marca de cosméticos: Após o desfile, as modelos
foram bastante aplaudidas.
[F.: Do it. modello. Hom./Par.: modelo [ê] (sm.), modelo [é] (fl. de
modelar).]

Modelo econômico
1 Econ. Estruturação teórica e matemática das variáveis econômicas em
vigência numa economia, que permite simular o comportamento de todo o
sistema em função de alterações em uma ou mais variáveis, e com isso
planejar ações e reações para induzir situações desejadas.

Modelo fotográfico
1 Profissional que posa para fotografia para uso publicitário, matérias
sobre moda etc. [Tb. apenas modelo.]

(http://aulete.uol.com.br/)

Terrível impressão de que o uso generalizado de modelos suprime a
realidade.

sofrimento …. exclusão, inclusão, tutela, emancipação.

O Sofrimento causado inicialmente pela Exclusão, não se acaba com a Inclusão. A Emancipação precipitada, ou tutela obscurantista, prolonga o sofrimento.

O Sofrimento causado inicialmente pela Exclusão, não se acaba com a
Inclusão.
A Emancipação precipitada, ou tutela obscurantista, prolonga o
sofrimento.